Juan Gabriel Vasquez vence prémio das Correntes d'Escritas

Escritor colombiano vence entre catorze romances a concurso. Virá à Póvoa de Varzim receber o prémio.

A Forma das Ruínas do escritor colombiano Juan Gabriel Vasquez foi o romance vencedor da 19.ª edição do Correntes d'Escritas.

O júri justificou a escolha devido "à admirável arquitetura narrativa inserida na atmosfera da história colombiana" entre os catorze livros a concurso.

A seleção foi renhida pois o romance Escola de Náufragos de Jaime Rocha obteve dois dos cinco votos do júri.

Além do Prémio do Casino da Póvoa para romance, foram atribuídos outros galardões. O prémio da Papelaria Locus para o trabalho Balaton de Ana Sousa e o do conto infantil a duas escolas da região. O prémio da Fundação Luís Rainha não foi atribuído por ausência de qualidade.

Em seguida, a escritora Inês Pedrosa elogiou o crescimento constante do festival literário e a colaboração para a valorização das línguas portuguesa e espanhola em todo o mundo através do fortalecimento da literatura dos países representados no encontro.

O ministro da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, poeta com ida habitual ao festival, voltou a marcar presença na abertura do Correntes d'Escritas. Para o governante a autarquia compreende o facto de a cultura ser importante para o crescimento pessoal e ao mesmo tempo para a dinamização económica, valorizando as duas línguas ibéricas em todo o mundo, fenómeno que o vencedor do Prémio confirma ao ser atribuído a um colombiano. Recordou que muitos dos seus livros de poesia foram lançados na Póvoa e que os momentos de convívio entre autores ficaram sempre na sua memória.

A responsável pela organização, Manuela Ribeiro, leu uma mensagem do escritor Luís Fernando Verissimo em que este justificava a sua ausência no festival por motivos de doença. O brasileiro referiu que não iria dizer que estava em espírito no Correntes porque "a alma não come bacalhau" e jurou que para o ano não faltaria.

O autarca Aires Pereira revelou que a 20. edição deverá apresentar um novo modelo do festival literário, de modo a o evento projetar se por mais duas décadas. A edição deste ano, a 19.ª do festival literário da Póvoa de Varzim, decorre até sábado, com a presença de mais de 80 escritores iberoamericanos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG