As confissões de Aurea

Todos os dias canta, mas nunca imaginou que a música viesse a ser a sua vida. Aurea conta ainda como o curso de teatro a ajuda a enfrentar o público. Agora na apresentação de Confessions

Já lá vão dez anos desde que Aurea colaborou na banda sonora da novela Morangos com Açúcar. A cantora não esquece o embrulho no estômago, o que sentiu no primeiro concerto da sua vida. O impacto foi tal que tatuou a letra A no pescoço. A de Atlântico. O Pavilhão estava cheio e Aurea muito nervosa. Uma noite inesquecível onde o microfone a salvou quando chegou a sua vez de acompanhar Paulo Vintém e Cifrão. O pânico desfez-se na certeza de que a música seria o seu lugar para ficar.

"Sempre adorei cantar mas nunca imaginei que estaria ali em frente a milhares de pessoas, ainda hoje não consigo explicar o que senti", revela a cantora de 30 anos, descontraída no camarim, numa pausa das gravações do programa Cá por Casa, de Herman José, onde, momentos antes, cantara Done with You, um dos temas de Confessions, ontem lançado. Carolina Deslandes escreveu a letra da canção sem fazer ideia de que assentaria como uma luva na estética do novo disco.

Em Confessions, o quarto registo de originais, a cantora, intérprete e também compositora quis registar em áudio algumas das histórias ou segredos confidenciados por pessoas que fizeram ou fazem parte da sua vida. Essas confissões, materializadas em dez faixas, umas de forma mais literal, outras mais metafóricas, serviram de inspiração para o novo álbum que conta, uma vez mais, com a assinatura do músico, maestro e compositor Rui Ribeiro, o também melhor amigo da cantora. "Foi numa viagem de carro a caminho do Algarve que pensei no que tinha para partilhar agora com as pessoas. Nós acumulamos tantos segredos e informação, porque não revelá-los em canções?", questionou-se.

Muitos amigos já lhe têm perguntado se as suas histórias estão no disco. "Acredito que as pessoas não consigam identificar do que falam literalmente as canções, acredito sim que a letra se possa encaixar em algum acontecimento, mas não sei se vão chegar diretamente ao assunto específico de cada música", esclarece, sublinhando que os temas passam pelo amor, a perda, a desilusão ou o desejo.

A leitura que Áurea fez dessas conversas mais íntimas funcionou também como uma inevitável catarse. "O Done with You é um segredo meu, posso dizê-lo", confessa. "Ir mais a fundo é sempre mais intenso e naturalmente que tenho sentido esse amadurecimento destes últimos anos, são temas fortes, mas muito genuínos e reais", revela. Os relatos que inspiram este novo trabalho podem ser as histórias de qualquer pessoa. "A ideia é que estes segredos passem a ser de toda a gente", acrescenta.

Dez segredos em dez músicas

Entregou então 20 segredos nas mãos do parceiro Rui Ribeiro, encarregue da tarefa de os transformar em dez canções. Esse foi o primeiro passo na conceção de Confessions. "Fomos para o estúdio da casa do Rui e começámos a fazer a maqueta das dez músicas que compõem o disco", diz Aurea, ressalvando a total cumplicidade que sente com o compositor que também lhe abriu as portas do mundo da música. "Quando me perguntam se eu não gostava de escrever mais as minhas músicas, eu respondo que tenho esta bênção de ter o meu melhor amigo a escrever para mim, a pessoa que talvez me conheça melhor", solta.

E talvez daí se explique o processo de criação deste novo disco. "Fizemos como no primeiro álbum, primeiro tudo entre nós, o Rui foi primeiro para estúdio, depois eu fiz uma melodia de voz no instrumental, e depois fui gravar com as letras no final. Só mostrámos à agência e à editora as maquetas já prontas", relata a intérprete nascida em Santiago do Cacém. Seguiu-se uma semana de residência num estúdio de Vila Nova de Gaia onde a artista e o colega ajustaram agendas para se dedicarem por inteiro à finalização de Confessions.

Nova equipa e novos cenários

Aurea assume a vontade de renovação neste último trabalho, com novas sonoridades, novos cenários e uma nova equipa. "Nos últimos trabalhos inspirei-me muito na soul que continuo a adorar, mas entre tantos estilos diferentes que oiço, desde Portishead a Metallica, porque não beber também de tudo isso e fazer uma música diferente?", interroga. A artista deu a resposta a si própria com Confessions, um projeto mais "eletrónico, com mais sons programados, mais batida", explica. "As pessoas vão identificar a mesma Aurea, só acrescentei algumas mudanças."

A despedida da equipa de 17 pessoas que a acompanharam na última tour de Restart, editado há dois anos, com entrada direta para o primeiro lugar do top de vendas, foi o mais doloroso. "Temos de acreditar no nosso trabalho e ir em frente, precisei de sair da minha zona de conforto e senti essa necessidade na última digressão, eles perceberam isso, os amigos ficam sempre."

Confessions
Aurea
Sony-Music
PVP: 13,9 euros

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG