A fábula da crise de confiança masculina

Rock n'Roll, Guillaume Canet

Ser quarentão é uma chatice pegada, especialmente se formos uma estrelas de cinema em França. As colegas mais jovens são capazes de dizer que já não somos"rock n roll" e a crise de meia-idade pode chegar de rompante. Pelo menos é o que acontece a este Guillaume Canet versão imaginada por Guillaume Canet, interpretado pelo próprio numa comédia onde também Marion Cotillard faz de Marion Cotillard.

Sátira durinha ao cinema francês comercial e às suas perceções, Rock n' Roll acerta em cheio quando fica com humor áspero sobre as expectativas do lugar do homem masculino nos dias de hoje. Canet tem imensa piada no humor meta-referencial e cruel consigo próprio e com a pobre Cotillard, uma atriz demasiado centrada em si mesma.


Rock n'Roll vai agradar os fãs dos Monty Python que percebam o sentido de humor de um Michel Houellebecq...

Classificação: *** (bom)

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG