800 pessoas trabalham para concerto solidário

De A de Agir a S de Sérgio Godinho, são 25 os grupos e artistas que participam terça-feira no concerto Juntos por Todos, que decorre a partir das 21.00 no MEO Arena, em Lisboa, e cujas receitas revertem para as vítimas da tragédia de Pedrógão Grande.

O espetáculo Juntos por Todos é transmitido pelas três estações generalistas (cada uma contribui com um apresentador) e por todas as rádios. Ao DN, o promotor Vasco Sacramento revela que estão "800 pessoas a trabalhar de graça" na realização do concerto."Quando eu imaginei este evento nunca sonhei com o alcance que vai ter. E que é também uma grande demonstração de união, quer dos artistas, quer da comunicação social", comenta.

"No domingo de manhã (dia 18), quando me deu o impulso para fazer este concerto, liguei ao responsável da Meo Arena, e depois à RTP para fazer a transmissão, e a partir daí o processo foi muito orgânico, quer na elaboração do cartaz, que passou muito pelas conversas que os próprios músicos tiveram uns com os outros, quer com as televisões. Poucas horas depois as outras estações mostraram interesse em aderir, tal como as rádios", conta o diretor da empresa de agenciamento e produção de espetáculos Sons em Trânsito.

Os bilhetes estão esgotados, mas é possível adquirir um bilhete donativo em blueticket.pt ou contribuir com chamadas telefónicas durante a transmissão. A organização aponta para a fasquia dos 500 mil euros de receitas. No final das atuações, todos os artistas são chamados ao palco para a entrega do cheque à União das Misericórdias Portuguesas.

O cartaz de Juntos por Todos é composto por Agir, Amor Electro, Ana Moura, Aurea, Camané, Carlos do Carmo, Carminho, D.A.M.A, David Fonseca, Diogo Piçarra, Gisela João, Hélder Moutinho, João Gil, Jorge Palma, Luísa Sobral, Luís Represas, Matias Damásio, Miguel Araújo, Paulo Gonzo, Pedro Abrunhosa, Raquel Tavares, Rita Redshoes, Rui Veloso, Salvador Sobral e Sérgio Godinho.

Estão previstos três duetos, mas é possível que haja mais algum momento coletivo. "Sei que os artistas têm falado entre eles, pode aparecer ainda alguma surpresa até à hora do espetáculo", diz Vasco Sacramento.

Com a atuação desta terça-feira, David Fonseca repete o gesto de solidariedade. No sábado à noite fez parte do cartaz de outro concerto solidário, que teve lugar no Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria. David Fonseca interpretou standards de jazz acompanhado da Orquestra de Jazz de Leiria. Tocaram ainda, entre outros, Sean Riley & The Slowriders e The Legendary Tigerman. Ao DN, a organização informou ter reunido 10.500 euros de receita dos 700 espetadores, a qual foi depositada numa conta da Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria para posterior distribuição.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG