Tatuaram na testa do 'ladrão': "Eu sou ladrão e vacilão"

Os dois homens foram detidos. São acusados de "tortura"

Ronildo Moreira de Araújo e o vizinho Maycon Wesley Carvalho dos Reis ficaram "revoltados" com o jovem de 17 anos que tentou roubar uma bicicleta e fizeram justiça pelas próprias mãos.

Segundo a informação da Globo, "resolveram tatuar o mesmo como forma de punição".

Os dois homens, agora detidos em prisão preventiva, filmaram e partilharam o vídeo no Whatsapp - imagens que permitiram identificar os agressores.

O jovem que a família diz ser toxicodependente - e que estava desaparecido desde 31 de maio - continua desaparecido. Os dois suspeitos garantem que o libertaram, mas dizem não saber onde se encontra.

Nas imagens verifica-se que o jovem de 17 anos não reage. O advogado do Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa Humana de São Paulo - que defende a atuação da polícia - afirmou à Globo que "submeter alguém a intenso sofrimento físico e psicológico configura tortura. Se ele estava tentando furtar ou roubar eles deveriam chamar a polícia e não torturar."

Últimas notícias

Conteúdo Patrocinado

Mais popular

  • no dn.pt
  • Media
Pub
Pub