Visita virtual à Ervideira põe a adega ainda mais no mapa

Projeto pioneiro no país, e pelo menos para já único, a visita virtual à Ervideira Wine House, disponível na internet, é uma surpreendente experiência digital e um muito bom cartão de visita para a empresa.

O espaço chama-se Ervideira Wine House, fica em Reguengos de Monsaraz, Alentejo, e com certeza merece uma deslocação ao local. Mas se tem dúvidas, pode ver mesmo tudo em pormenor no seu computador, tablet, telemóvel ou até óculos de realidade virtual, numa visita em 3D, imersiva e interativa AQUI.

O projeto é pioneiro no seu género no país. Permite deambular por todo o espaço (uma espécie de Google Street View, mas no interior), consultar informações sobre a história da empresa fundada em 1880, assistir a vídeos sobre os seus vinhos e até fazer marcações das atividades de enoturismo oferecidas.

"Somos uma empresa muito ligada à tradição, muito ligada à história, que é importantíssima para nos dar alguma responsabilidade, mas aquilo que temos de saber é olhar para a frente. E olhar para a frente obriga-nos a atualizar permanentemente, quer produtos, vinhos, quer serviços, enoturismo, quer comunicação", explica ao DN o diretor executivo da Ervideira, Duarte Leal da Costa. "Temos de estar a lançar vinhos a pensar em futuro e não a pensar em passado, assim como toda a nossa organização, espaço e comunicação, tudo tem de ser pensado no futuro."

Sendo esta a casa que criou vinho branco a partir de uvas tintas ou vinhos que estagiam debaixo de água, o "salto" para uma experiência inovadora na comunicação fez sentido. Afinal, "os guias que nos visitam, e são centenas, são imensas agências que nos trazem gente de todo o mundo, que mostram: "Temos aqui uma hipótese de uma visita à adega que é isto". Eles acabam por vender muito a nossa a nossa visita", conta o diretor da Ervideira.

A visita virtual, bem como as atividades de enoturismo oferecidas pela empresa, fazem assim parte de uma estratégia de comunicação que mudou radicalmente com o digital. "Há 14, 15 anos, quando nos aparecia aqui alguém [na adega], era uma ou outra visita esporádica, que queria conhecer. Hoje é completamente diferente: 95% ou 98% das visitas que temos são com marcação, já ouviram falar da Ervideira e querem visitar, vão à internet, procuram que vinhos nós temos, quem somos, onde é que estamos..."

Empresa americana

O projeto foi realizado pela empresa 3D Pro 360, sediada na Florida, que atualmente trabalha em Miami, Toronto, São Paulo e Porto (ainda que possa realizar projetos noutras cidades em Portugal).

Tem no nosso país uma equipa de cinco pessoas treinada para fazer a captação das imagens e o trabalho necessário para a criação dos modelos tridimensionais necessários.

"Na Ervideira tirámos mais de 300 fotos panorâmicas de 360 graus", descreve ao DN Jorge Dantas, responsável comercial da 3D Pro. Estas imagens são depois "cosidas" com ajuda de algoritmos de inteligência artificial para fazer o modelo único tridimensional que o utilizador pode "percorrer". E ficam todas disponíveis no Google.

"É uma das vantagens desse modelo que usámos na Ervideira, ficar tudo conectado no Google", diz Jorge Dantas. "Se estiver no Google Street View, do Google Maps, e clicar na foto, vai entrar diretamente no modelo tridimensional, no espaço."

O êxito reflete-se em números: "Tivemos mais de 450 mil acessos às fotos desde que iniciámos o projeto", há cerca de um ano, afirma Jorge Dantas.

Para repetir

Um impacto difícil de conseguir por qualquer outro meio. "Esta é uma arma fundamental da comunicação para que as pessoas se interessem na visita cá à adega", garante Duarte Leal da Costa. Até porque, refere, "foi um investimento inexpressivo face ao número de visitas que temos".

De tal forma que o plano é repetir, revela Duarte Leal da Costa: "Estamos a preparar a construção de uma adega nova, optámos por lançar a obra no início do próximo ano, e já queríamos ter uma visita virtual até antes de ter a obra completa."

Apesar de reconhecer que os próximos meses poderão ser difíceis, com os números da inflação a ajudar a uma crise que parece inevitável Duarte Leal da Costa mostra-se otimista. Revela que todos os seus colaboradores irão ter um aumento de 10% para fazer face ao que aí vem. E o descendente direto do conde "agricultor" da Ervideira afirma que vão encontrar formas de, como desde há 142 anos, irão continuar a fazer o seu caminho de futuro: "Vamos crescer". Também no digital.

Comprar casa sem a ver

A utilização de modelos 3D no imobiliário é algo cada vez mais em voga, em particular em países de grandes dimensões e com grande tráfego de pessoas, como EUA ou Canadá, dadas as distâncias envolvidas. "Aqui nos EUA já começa a ser comum fechar um negócio de compra de um imóvel sem sequer o ver", diz-nos Jorge Dantas, da 3D Pro 360.

Serviços como o da empresa em que trabalha são assim cada vez mais solicitados. No seu caso, utilizam câmaras e servidores Matterport, sistemas especializados de altíssima definição capazes de captar, processar e guardar imagens a 360 graus de forma muito eficiente. E todos os espaços podem ser feitos, até em pouco tempo. Por exemplo: "Um apartamento de 100m2 demora hora e meia a fazer a captura. E custará 100 euros, mais ou menos."

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG