Exclusivo Sandra e Jorge. Vinte anos à procura da alma do vinho e a promover o Douro

Casal de enólogos fez o único tinto português no top da revista americana Wine Spectator. Filosofia passa por respeitar a região, as uvas e os pequenos produtores.

O ano de 2001 foi muito produtivo para Sandra Tavares da Silva e Jorge Serôdio Borges: os dois enólogos casaram-se e estabeleceram-se no Pinhão, criando a Wine&Soul e o seu primeiro vinho. Deram-lhe o nome do cão, Pintas, e este revelou-se um vinho com pedigree de eleição: a colheita 2017 foi eleita pela influente revista americana Wine Spectator como um dos cem melhores tintos de 2020.

Atualmente, Sandra e Jorge vivem em Vila Real, para facilitar o acesso dos três filhos ao ensino, mas o coração do negócio continua a ser o vale do Pinhão - é nesta localidade que se encontra sediada a empresa (escritórios, adega e sala de experiências). "Com a Wine&Soul, quase sem saber, entrámos no mercado no momento certo. Fizemo-lo de forma muito inocente para criar o nosso próprio vinho e ter a nossa independência", rememora Jorge, da quinta geração de uma família com longa tradição na produção de vinho do Porto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG