Exclusivo "O prato com a formiga da Amazónia é algo que conta a minha história"

O chef que serve formigas no seu restaurante com duas estrelas Michelin. Podia ser a forma de apresentar Alex Atala, mas o brasileiro de 54 anos é muito mais do que isso: é considerado o grande impulsionador da nova cozinha do gigante sul-americano.

Foi considerado uma das 100 pessoas mais influentes do mundo pela revista Time e o seu restaurante de São Paulo está entre os melhores do planeta há vários anos. Tem um episódio dedicado a si na premiada série Chef"s Table disponível na Netflix. Alex Atala esteve em Portugal para o festival Foodtopia, em Lisboa.

O regressar à Europa faz-lhe recordar os tempos quando, com 18 anos, saiu do Brasil e veio para a Bélgica pintar paredes, ainda antes de cozinhar?
Sempre, é sempre muito emocional. Porque de alguma forma foi o começo da minha vida. Digo sempre que tenho duas vidas, uma antes da cozinha, onde estive no punk rock, na droga, a vida de uma grande folia, de uma confusão ou, melhor, de uma energia mal canalizada, e depois a outra vida, aqui na Europa, onde na cozinha ganhei disciplina, foco e novos valores.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG