Museu do Oriente com visitas e atividades para celebrar o Ano Novo Chinês

O Museu do Oriente tem vindo a desenvolver algumas atividades para celebrar o início do ano novo chinês, grande parte delas em família, ou para descobrir mais sobre as tradições ou o calendário chineses.

Este sábado, as crianças entre os 3 e os 5 anos vão poder descobrir se "A Lua também amua?" numa sessão que explora as várias formas da lua e o significado do ano lunar. No domingo, o museu desafia os mais novos a recriar uma tradição milenar, a ornamentação com recortes de papel que se acredita trazerem sorte. Nesse dia, há ainda oportunidade para explorar o relacionamento entre Portugal e o Oriente, desde o século XV até aos nossos dias, através dos objetos em exposição na "Presença Portuguesa na Ásia", e ficar a conhecer a história de "A Ópera Chinesa" através de 280 peças como trajes, toucados, perucas, máscaras e fotografias.

No dia 1 de fevereiro, uma terça-feira, início do ano do Tigre, haverá uma visita orientada temática e gratuita em torno da chegada de mais um ano lunar.

A 5 de fevereiro, a oficina "Lai Si - da China para ti!", para crianças entre os 7 e os 12 anos, fala da tradição da oferta de envelopes vermelhos durante a festa de Ano Novo. No dia seguinte, os mais novos podem descobrir o "Casaco de Dragão".

No fim de semana seguinte, oportunidade para aprender a fazer as tradicionais lanternas chinesas lançadas ao céu no 15.º dia do novo ano, correspondente à noite de lua cheia; ou para ter um primeiro contacto com a caligrafia chinesa.

Para encerrar a programação, a 26 de fevereiro olha-se para a lenda do chamamento de Buda e constroem-se máscaras dos animais do zodíaco chinês. S.F.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG