Ljubomir Stanisic e The Legendary Tigerman: uma festa de comida e música

O Arrebita Idanha Bio regressa no próximo fim de semana com chefs de topo, jovens talentos e cozinheiros da terra. O chef do 100 Maneiras e o músico prometem uma "Blues & Fire Party".

Estufado de javali, sopa de grão, sandes de cozido ou massada de bacalhau: estes são apenas alguns dos pratos de conforto que podem ser provados no próximo fim-de-semana no Arrebita Idanha Bio. Com entrada gratuita, este festival, já na sua terceira edição, acontece nas aldeias históricas de Idanha-a-Velha e Penha Garcia.

Um dos grandes destaques da programação vai para a "Blues & Fire Party", performance única que junta Ljubomir Stanisic e The Legendary Tigerman pela primeira vez após o programa "Pela Estrada Fora", da plataforma de streaming OPTO SIC. O rock "n roll e blues de Paulo Furtado e Ray, projeto homónimo do músico Luís Raimundo, serve de banda-sonora para os cozinhados do chef do 100 Maneiras, naquela que será uma estreia do trio em eventos deste género.

Ljubomir Stanisic irá fazer em Idanha a estreia pública do grelhador por si desenhado, no qual irá cozinhar mais de 500 doses do seu brioche com cabeça de vaca biológica, kupus (repolho), rábano picante e maionese demi-glace. A atuação tem lugar no domingo, a partir das 18h30, em Idanha-a-Velha.

Com os produtos e produtores daquela que é a 1.ª Bio-Região do País e 2.ª da Europa em grande destaque, mais de 20 chefs e sangue novo de várias regiões dão asas à imaginação. Do cardápio constam a Barriga de barbo na grelha com batata-doce e legumes assados, do chef Miguel Castro e Silva (Casario/ DeCastro) ou a Bochecha de porco com cevadinha de legumes e enchidos, de Arnaldo Azevedo (Vila Foz). Gil Fernandes (Fortaleza do Guincho), André Cruz (Feitoria), Vincent Farges (Epur) e Luís Brito (A Ver Tavira) também têm presença confirmada, além de jovens que abriram os seus restaurantes na região e ainda uma dupla de cozinheiros "amadores" da terra, verdadeiros guardiões da gastronomia tradicional local: o Sr. Domingos, que volta a fazer a sua Sopa de Grão, e a Dona Lurdes Clemente, com um reconfortante Ensopado de javali.

Em ambos os dias, não faltam ainda gulosas sobremesas, como a Rabanada com caramelo salgado e mousse de café, de Hugo Guerra (Lobo Mau), ou o Bolo de laranja e canela, figos em escabeche e requeijão, criação de Ricardo Machado (Mini Bar).

No domingo, destaque ainda para o Mercado de Produtores da região e para a possibilidade de comprar pão de fermentação natural da nova padaria artesanal de Lisboa, a Soares & Co.

Num evento que cruza de forma única o Património Natural com o Património Histórico, chefs de topo, jovens talentos e cozinheiros da terra unem-se assim com o objetivo de democratizar a gastronomia portuguesa.

Os pratos têm o preço único de seis euros, sendo os pagamentos efetuados através de um sistema de senhas. Mas atenção, pode ser necessário recorrer a numerário devido às restrições de rede móvel na zona.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG