Hoje vamos ser sexistas! Gadgets de beleza criados para mulheres

O mercado dito feminino das tecnologias está em crescente expansão, com produtos sofisticados planeados para os interesses e utilizações habitualmente procurados pelas mulheres. Escolhemos alguns exemplos, sem olhar a preços.

Com o verão à porta, é altura de saírem os lugares comuns nos artigos deste género: os vestidos a ficarem mais curtos, as mangas cavas, a importância da pele protegida e hidratada, o cuidado com o sol...

Não valerá assim a pena, seguramente, repisar as mesmas frases eternamente repetidas nas publicações que se dedicam a estes assuntos. O que nos interessa aqui é encontrar soluções tecnológicas que ajudem as mulheres, se assim o quiserem, a sentir-se melhor consigo mesmas e mais bonitas (ainda).

Hidratar, hidratar, hidratar

Basta ver um filme dos anos 60 ou 70 para reparar como as pessoas pareciam, então, muito mais envelhecidas do que hoje em dia. Há vários fatores a ter em conta -- fumava-se mais, por exemplo, a poluição atmosférica nas grandes cidades também contribuía, além de que os champôs e outros produtos de higiene usados comummente eram muito menos sofisticados. Mas os cuidados com a saúde geral e a hidratação sem dúvida que contribuem para que hoje possamos dizer, por exemplo, que "os 40 são os novos 30" (ups, afinal parece não ser possível fazer um texto destes sem lugares comuns....)

Além dos cremes e soros de hidratação facial, a tecnologia vem ajudar também nesta área, com máquinas de vapor que ajudam a remover a maquilhagem e o excesso de óleo do rosto e ​​​​​​​a preparam para a aplicação dos produtos seguintes.

Duas sugestões, com muito boas críticas dos utilizadores: a Pro Hydro Mist Steamer, da Sarah Chapman (por 145 euros no Net-A-Porter), e o Tmishion 2 em 1, que permite juntar os seus "óleos essenciais" preferidos" (280 euros no Amazon.es)

Esfoliar (de vez em quando)

A remoção das células mortas da face é um cuidado que todos os esteticistas lhe vão dizer (ou já disseram) para fazer, mais ou menos uma vez por semana. Também aqui a tecnologia ajuda a obter melhores resultados do que simplesmente usar as mãos com um creme esfoliante.

Se quiser mesmo ir para o "último grito" nesta área, pode arriscar um aparelho de ultrassons (a Amazon.es tem vários à venda, um por 485 euros,). Alegadamente, esta tecnologia ajuda a aumentar a produção de colagénio, reduz a dimensão dos poros e permite uma limpeza "profunda". Para pessoas com problemas de acne ou pontos negros poderá ser aconselhado, de facto, mas convém não esquecer que qualquer esfoliação é, inevitavelmente, uma agressão à pele, pelo que alguma cautela é sempre aconselhada. E uma consulta a um dermatologista...

O que é muito eficaz e seguro são as escovas de limpeza facial. A Philips tem a linha Visapure (a partir de 38 euros na Amazon.es), mas existem outras marcas, como a Fancii, por exemplo. Em 60 segundos, usados no duche, estes aparelhos garantem uma limpeza eficaz.

Cabelos cuidados tecnologicamente...

Sabia que a Pantene tem esse nome em parte inspirado no Panthenol, o ácido pantoténico que por oxidação se transforma na provitamina B5 e se "agarra" facilmente ao cabelo, contribuindo para a sua hidratação e dando-lhe um aspeto mais luzidio? Daí este ingrediente estar presente na maioria dos champôs existentes no mercado...

Curiosidades à parte, o bom cuidado do cabelo não exige apenas um bom champô, mas também um secador eficaz e, por que não -- em especial para quem tem cabelo comprido --, um bom modelador.

Apesar de haver muitas e variadas opções neste mercado, a escolha aqui é evidente, pela inovação e alta capacidade do produto: o Dyson Supersonic. Com regulação de temperatura exata (frio, 60º, 80º ou 100º), através de um sistema que mede a temperatura 40 vezes por segundo para evitar aquecimento a mais, motor até 110 mil rotações por minuto e emissão de iões negativos para reduzir a eletricidade estática no cabelo, o problema deste aparelho é mesmo só o preço... quase 400 euros, no site da marca.

O modelador Airwrap junta esta tecnologia às escovas e outros acessórios, permitindo secar e modelar o cabelo ao mesmo tempo. Isto por mais 100 euros do que o secador. Um pequeno luxo, sem dúvida, mas que, para quem jeito para fazer o seu próprio penteado, se amortiza com as não-idas ao cabeleireiro.

...E os pelos que se vão

A depilação (semi) definitiva feita em casa é possível -- e funciona -- com a linha Lumea. Estes aparelhos de depilação de luz pulsada, seguros e eficazes desde que utilizados de acordo com as instruções, garantem-lhe um verão (pelo menos) sem ter de se preocupar outra vez com os indesejados pelos.

Os modelos custam entre 580 e 305 euros. Pode ver a linha completa em Amazon.es.

O espelho de mão inteligente

Terminemos com o pequeno espelho que é mais do que parece. O Riki Skinny Mirror (cerca de 200 euros em Cultbeauty) liga-se por Bluetooth ao seu telemóvel e rapidamente se pode transformar no seu companheiro de Instagram preferido.

Isto porque, depois de utilizar tudo o que referimos acima, vai olhar-se nele, usar talvez a iluminação integrada, o zoom até 3x, dar um retoque na maquilhagem e tirar a selfie perfeita.

Porque, claro, a perfeição é para partilhar com o mundo. Ou não é?

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG