Argentino Sergio Calderón é eleito o melhor sommelier do mundo

O argentino Sergio Calderón foi eleito o melhor sommelier do mundo. Foi reconhecido pela sua "abordagem muito livre ao vinho, sem ideais pré-concebidas, nem preconceitos".

O argentino Sergio Calderón, com mais de três décadas de trabalho para a família de chefs franceses Bras, foi eleito o melhor sommelier do mundo pela associação Les Grandes Tables du Monde, formada por mais de 180 prestigiados restaurantes.

Autodidata, o sommelier foi reconhecido pela sua "abordagem muito livre ao vinho, sem ideais pré-concebidas, nem preconceitos", informou em comunicado a associação fundada em 1954 e que conta com membros dos cinco continentes.

Calderón chegou a França aos 21 anos e trabalha diretamente com a família Bras, responsáveis, entre outros, pelo restaurante Le Suquet em Laguiole, no centro de França.

O Le Suquet teve três estelas Michelin até 2018, ano em que foi retirado do respeitado guia a pedido de Sébastien Bras, que assumiu o restaurante dez anos antes porque queria ser "mais livre" e "sofrer menos pressão".

Brilhante pela sua simplicidade e fineza, Calderón explicou à AFP, na inauguração do restaurante, em maio, que a maioria das garrafas de vinho vendidas têm "preços acessíveis e são de interpretação fácil".

"Os consumidores de vinho de grandes marcas ficarão confusos. Aqui [no Le Suquet] as marcas conhecidas ficam em segundo plano. Damos primazia aos produtores locais", afirmou.

A associação Les Grandes Tables du Monde também reconheceu como o melhor chef do mundo o francês Daniel Boulud, do restaurante Daniel, instalado em Nova Iorque há quase 30 anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG