Exclusivo Amor à primeira prova

Os produtos Terrius, produzidos na Serra de São Mamede, são a um tempo inspiração e iluminação. De desconhecidos rapidamente passam a indispensáveis quando se lhes percebe a utilidade e por isso mesmo se tornam únicos.

O mundo está ao rubro, enfrentando ameaças que ele próprio não soube evitar mas das quais é ao mesmo tempo o único responsável. Sabemos estar a transgredir os limites razoáveis ditados pela exiguidade dos recursos conhecidos, mas aparentemente não estamos a assumi-los a ponto de travar a fundo e corrigir trajetórias. Existe contudo algo em que acreditar, em nichos felizes de comportamento que podem rapidamente assumir-se como exemplares.

Há cerca de dez anos, os amigos Rita Beltrão Martins e Filipe Verdasca fundaram a Terrius em Sever, Marvão, no lugar improvável de Portagem, junto à Serra de S. Mamede. Pureza, biodiversidade e autenticidade foram as ideias matriciais que determinaram a génese da empresa, que até hoje não parou de crescer. Tudo natural e minimalista, é a plataforma segura a partir da qual os produtos surgem, e têm conseguido impor-se junto dos chefs e empresários que valorizam a minimização do desperdício em todas as frentes. O racional é a economia circular, que determina a utilização máxima possível de determinado produto, com o resultado óbvio e imediato da redução do desperdício. Rita acaba de entregar a sua tese de doutoramento justamente nessa área, com experiência vasta e mil ideias sobre o muito que há ainda por descobrir e desenvolver. O caminho trilhado nestes primeiros dez anos constou de muita experimentação e pesquisa no terreno.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG