Wikipedia suspende serviço em protesto contra lei dos direitos de autor

Edições nas línguas espanhola e italiana estão suspensas até à votação no Parlamento Europeu, amanhã ao meio-dia

A enciclopédia digital Wikimedia está em protesto contra a proposta de reforma da diretiva europeia sobre direitos de autor, que será votada amanhã, às 12.00, no Parlamento Europeu. As páginas nas línguas espanhola e italiana estão mesmo suspensas, sem possibilidade de acesso até à hora da votação.

A Fundação Wikimedia, organização sem fins lucrativos que promove a Wikipedia, colocou na sua página em inglês um alerta em que disponibilizada informação sobre a nova legislação e fornece meios para contactar eurodeputados. A versão em língua portuguesa não tem referência ao tema, mantendo um comunicado sobre o facto de ter atingido um milhão de artigos.

Em Espanha, e nos países onde se escreve em castelhano, o protesto está a ser levado a sério. A comunidade espanhola da Wikipedia afirma, em comunicado, que esta proposta, se aprovada, "prejudicará significativamente a Internet aberta que conhecemos hoje", ao "ameaçar a liberdade online e impor novos filtros, barreiras e restrições no acesso". Aponta ainda que a aprovação levará a que "ações como compartilhar notícias em redes sociais ou o acesso às mesmas por meio de um motor de busca fica mais complicada". Alega mesmo que "a própria Wikipédia fica em risco". Daí o encerramento temporário para alertar as pessoas.

Alguns dos eurodeputados responsáveis pela iniciativa disseram hoje, em conferência de imprensa em Estrasburgo, que "a Wikipedia está errada, porque esta proposta afetará apenas páginas de internet para fins comerciais". De qualquer forma, a edição italiana da enciclopédia digital também está fechada desde terça-feira, em protesto que só terminará amanhã ao meio-dia.

Os principais pontos de discórdia centram-se nos artigos 11 e 13 da nova diretiva, que refletem questões como o direito dos editores de media a serem pagos quando são usados excertos de publicações suas e a criação de um filtro nos conteúdos dos mesmos editores de media.

Exclusivos

Premium

Catarina Carvalho

O bom trabalho do José Mário Branco 

Foram três serões de espanto. Assisti à gravação do disco Sempre, de Katia Guerreiro, que foi produzido por José Mário Branco com a consultadoria da mulher, Manuela de Freitas. Foi há cerca de um ano. Assisti a tudo e o objetivo era descrevê-lo numa reportagem que havia de fazer capa de uma das novas edições do Diário de Notícias, nessa altura em preparação, em maio de 2018. Mas, na verdade, aquilo que tive foi uma experiência de vida, daquelas que constituem marcos de existência.

Premium

Marisa Matias

Baralhar e dar de novo

Na próxima semana irá finalmente a votos a Comissão Von der Leyen. Depois de propostas de nomes rejeitadas, depois de várias controvérsias associadas aos novos portfólios apresentados pela presidente eleita, finalizou-se o processo sem, contudo, eliminar a ameaça de conflitos de interesses ou mudar significativamente os portfólios. Nas contas finais, parece que tudo não passou de um jogo de equilíbrios partidários, muito longe dos interesses dos cidadãos.