Universitários denunciam bolsas em atraso

Estudantes do ensino superior dizem que atrasos que põem em causa os pagamentos. Ministério fala em normalidade

A atribuição de bolsas de estudo aos estudantes do ensino superior está atrasada, por problemas na plataforma informática que gere as candidaturas. Esta será pelo menos, segundo JN, a informação que é dada aos estudantes cujo processo ainda não foi decidido. No entanto, o Ministério do Ensino Superior disse ao jornal que "os processos estão a ser analisados como normalmente com previsão dos primeiros pagamentos no final deste mês".

A Federação Académica do Porto garante que a plataforma "está com enormes atrasos". E sublinha que no Porto não há processos despachados. Os estudantes temem que este atraso faça com que falhem os pagamentos.

Nos serviços da Universidade de Lisboa (a que tem mais bolseiros no país) admitem alguma lentidão na plataforma, especialmente quando se pede ligação às Finanças e à Segurança Social.

As candidaturas para as bolsas abriram a 25 de junho e terminam no final deste mês.

Exclusivos