É hoje. Primeiro a super Lua; depois um eclipse total

A lua ficará totalmente na sombra da Terra entre as 4.41 e as 5.44 horas de dia 21 de janeiro. Mas já a partir das 17.06 será possível ver uma Super Lua avermelhada

Na madrugada da próxima segunda-feira vai ocorrer o único eclipse total da Lua visível até 2021. A lua ficará totalmente na sombra da Terra às 4:41 horas, embora continue visível, adquirindo tons avermelhados e acastanhados​​​​​​, uma vez que recebe luz solar indiretamente. Mas quem não conseguir assistir ao fenómeno pode pelo menos ver já ao final da tarde, a partir das 17.06, uma Super Lua vermelha a surgir no horizonte.

"Há uma coincidência engraçada: é uma Super Lua, o que vai ser bonito. O que se vai notar nesta Super Lua é que ela vai estar maior e mais brilhante do que o habitual por causa da aproximação da Terra", explica o diretor do Observatório Astronómico de Lisboa, Rui Agostinho, ao DN.

A lua vai começar a entrar na penumbra da Terra às 2:35 e vai escurecendo progressivamente em tons de cinzento. Segundo Rui Agostinho, só entre as 4.41 e as 5.44 a Lua "ficará totalmente na sombra da Terra com aqueles tons mais vermelhos e castanhos".

"O máximo do eclipse ocorre às 5.12 e, passados 4 minutos, pelas 5.16 ocorre o instante da fase de Lua Cheia", pode ler-se no site do Observatório Astronómico de Lisboa.

Durante este fenómeno, os raios solares vão incidir sobre a Lua depois de atravessarem a atmosfera terrestre, onde se dispersam e perdem uma grande quantidade de luz azul e verde. O Eclipse Total da Super Lua acontece quando o astro atinge o ponto mais próximo do planeta Terra (perigeu).

O eclipse será visível em todo os lugares da Terra onde a lua esteja acima do horizonte. Vão ver poder assistir ao fenómeno lunar todas as pessoas que vivam em Portugal continental e insular, na Europa, em África, na América do Sul e do Norte, no extremo leste da Ásia, no Oceano Atlântico e no Pacífico.

Normalmente, explica o Observatório, a Super Lua apresenta-se 30% mais brilhante do que uma Lua cheia habitual, o que naturalmente não acontecerá durante o eclipse, em que há uma diminuição de luminosidade. Portanto "a melhor altura para observar a Super Lua em todo o seu esplendor é como habitualmente no seu nascimento", que este domingo é às 17.06, altura em que a Super Lua aparecerá no horizonte como uma Lua gigante avermelhada

Este ano serão ainda visíveis dois eclipses solares (um total e um anular) e um eclipse parcial da lua. Mas caso não consiga olhar para o céu na madrugada da próxima segunda-feira​ para ver o Eclipse Total da Super Lua terá de esperar até 26 de maio de 2021.