Parents faz capa com casal gay e os filhos. Elogios e críticas não se fizeram esperar

Foi a primeira vez que a revista, que existe há 92 anos, escolheu um casal homossexual para a capa

Para o mês dos namorados, fevereiro, a revista norte-americana Parents decidiu fazer uma capa com um casal de homens gays que surgem com os dois filhos gémeos ao colo. É a primeira vez que isto acontece desde que o título existe há 92 anos. As reações não se fizeram esperar e dividem-se entre as críticas à promoção do estilo de vida homossexual e aos elogios à inclusão.

O casal que ilustra a capa são o guru do fitness nos Estados Unidos Shaun T e o marido Scott Blokker - são casados desde 2012. O casal diz que pensou muito antes de ter filhos e que se preparou, inclusivamente para as críticas. Na entrevista, Shaun explica que tiveram em conta dois conselhos muito importantes - um do pai de Scott e outro do seu avô.

O primeiro disse-lhe: "Não és tu que entras no mundo dos bebés, é esse mundo que entra em ti." O segundo, do avô de Shaun, foi: "Nunca regresses a casa chateado. E não o fazemos..."

O caminho que tiveram de percorrer até ao nascimento das crianças, que os levou a recorreram a uma barriga de aluguer, não foi fácil. "Tivemos que enfrentar seis dadoras de óvulos, cinco gravidezes, dois médicos e um aborto antes que os nossos filhos nascessem", contam à Parents.

A decisão da revista de fazer uma capa com um casal gay tem sido elogiada nas redes sociais por ser inclusiva. Mas organizações como One Million Mums (um milhão de mães em português) , uma filial da Sociedade Americana de Famílias Católicas, não poupa nas críticas. "A revista está a usar o seu alcance para promover um estilo de vida progay. Em comunicado, a associação vai mais longe: Apesar de muitas famílias não serem subscritoras, podem-se deparar com a publicação em salas de espera, expondo as crianças à glorificação dos pais do mesmo sexo." "Também há famílias cristãs e conservadoras que são subscritoras e que discordam moralmente da decisão da publicação. Não estamos de acordo", acrescenta.

A conta de Twitter da Parents está repleta de comentários, contra e a favor da decisão de fazerem uma capa com um casal gay, a primeira desde que a revista foi fundada em 1926.

Entre os apoiantes, surgem, por exemplo, agradecimentos por a revista representar famílias como as suas ou elogios: "Bravo por apostar na inclusão e representar os vários tipos de família."

Exclusivos