Papa aceita renúncia do arcebispo de Santiago do Chile, acusado de ocultar abusos

Cardeal Ricardo Ezzati é suspeito de encobrir, durante anos, abusos sexuais cometidos por sacerdotes da Igreja Católica chilena.

O Papa Francisco aceitou a renúncia do arcebispo de Santiago do Chile, Ricardo Ezzati, acusado no seu país por alegado encobrimento de casos de abuso sexual.

O Vaticano divulgou hoje que o pontífice aceitou a renúncia apresentada pelo cardeal, embora sem indicar mais pormenores.

No lugar do cardeal Ezzati, Francisco nomeou Celestino Años Braco, até então bispo de Copiapó, como administrador apostólico até haver um novo arcebispo.

O cardeal Ricardo Ezzati é suspeito de encobrir, durante anos, abusos sexuais cometidos por sacerdotes da Igreja Católica chilena.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG