Vídeo de urso bebé na neve tornou-se viral, mas tem um problema

Hipótese de vídeo ter sido filmado por um drone, a uma distância demasiado curta, pode ter assustado a cria e a mãe e levado a que optassem por caminho mais complicado. Vídeo tem mais de 20,5 milhões de visualizações

Um vídeo que se tornou viral no passado fim de semana mostra um urso bebé a tentar subir uma encosta repleta de neve enquanto um urso adulto, muito provavelmente a mãe, aguarda no topo. Após muita luta, algumas quedas, e um momento em que parece que a cria vai mesmo cair encosta abaixo, lá consegue completar a subida.

Muitos partilharam o vídeo como algo inspirador e só do Twitter de Ziya Tong o momento já foi partilhado quase 180 mil vezes e tem mais de 20,5 milhões de visualizações. A apresentadora e produtora de televisão, ligada a canais e programas de ciência, e membro do Conselho de Administração da WWF, escreveu: "Podemos todos aprender uma lição deste urso bebé: olhar para cima e nunca desistir".

No entanto, o vídeo foi recebido com críticas por parte de vários especialistas da vida selvagem nas redes sociais, sugerindo que os animais poderiam estar assustados devido ao facto de o vídeo estar a ser captado por um drone a uma distância demasiado próxima.

"Os ursos estavam extremamente perturbados pelo que me parece, pelo movimento, um drone", disse ao The Verge, o ecologista e cientista Mark Ditmer, da Boise State University, no estado do Idaho, EUA. Ditmer é autor de um estudo que concluiu que os ursos não reagem nada bem a drones, ao analisar os seus ritmos cardíacos quando na presença do aparelho.

"Duvido bastante que os animais tivessem escolhido aquele caminho, ou pelo menos teriam tido muito mais cuidadosamente e devagar, não fosse aquela coisa estranha a fazer barulho demasiado perto deles", acrescentou, referindo também que os drones, por si, não são o problema, mas sim o "uso responsável" dos mesmos.

A própria Ziya Tong, que partilhou o vídeo, acabou por publicar no Twitter um link com "exemplos de usos impróprios de drones". Já antes havia sido questionada por outro utilizador da rede social, que falava em "assédio" e potenciais riscos para o bem-estar da vida selvagem.

Exclusivos