Técnico apresenta programa de formação avançada para quadros das empresas

Programa "Técnico+" é apresentado nesta quinta-feira à tarde, numa sessão que inclui um debate sobre os desafios, nomeadamente tecnológicos, que enfrenta quem está no mundo do trabalho para se manter atualizado.

"A formação académica que se adquire hoje em dia enquanto estudante corre o risco de ficar "rapidamente" desatualizada ao longo da carreira profissional, nomeadamente em tecnologia". A constatação, feita por Luís Correia, vice-presidente do instituto Superior Técnico, dá o mote ao programa de formação avançada Técnico+, que será lançado esta quinta-feira em Lisboa, numa apresentação que incluirá também um debate moderado pela diretora-executiva do DN, Catarina Carvalho.

O Técnico+, segundo explicou Luís Correia em nota divulgada pelo IST, irá consistir num "conjunto de cursos que abrangem as mais diversas áreas da engenharia e tecnologia. Entendemos que, face às enormes necessidades do mercado de trabalho, esta iniciativa vem responder a uma necessidade premente do país, das suas empresas e dos seus cidadãos", defendeu.

Estes cursos, segundo o IST, servirão não só para formar quadros em "áreas laterais" àquelas em que foram formados e têm vindo a trabalhar mas até, quando necessário, para reconverter quadros que deixaram de ser necessários em determinadas funções mas poderão ser úteis noutras: "Ocorrem situações de ter pessoas que já não são necessárias na sua área de formação inicial, mas que com uma formação avançada numa área paralela podem manter-se ativas, tirando partido da sua experiência profissional", disse Luís Correia.

Exclusivos