Sabugal. Vídeo mostra touro a ser morto na arena durante as Capeias Arraianas

A festa tradicional é reconhecida como Património Cultural Imaterial de Interesse Municipal, desde 2010.

Um touro foi morto na praça de touros de Soito, no concelho do Sabugal, Guarda, no passado sábado, durante as tradicionais corridas Capeias Arraianas, que se realizam em agosto. A denuncia foi feita pela associação Animal na rede social Facebook, onde divulgaram um vídeo do momento.

"Pelo segundo ano consecutivo (que tenhamos imagens, porque, seguramente, este tipo de tragédia não se limitou a estes dois anos) morre um touro no Soito, Sabugal, numa Capeia Raiana", pode ler-se na publicação.

No mesmo texto, a associação indica que vai denunciar a situação à Direção Geral do Património Cultural. "A tauromaquia não passa de um exercício de violência pura. Aficionados dirão 'acidentes acontecem', nós dizemos 'há acidentes que podem ser evitados se atividades macabras de barbarização de animais não existirem'", escreveram.

A tradição do Sabugal é reconhecida como Património Cultura Imaterial de Interesse Municipal, desde 2010, e por isso é-lhe conferido um regime de exceção. Uma vez que a legislação em vigor há 16 anos prevê a autorização de exceções para "atender tradições locais que se tenham mantido, de forma ininterrupta, pelo menos, nos 50 anos anteriores à entrada em vigor do diploma, como expressão de cultura popular, nos dias em que o evento histórico se realize" (lei n.º 92/95 artigo 3.º, n.º 4).

As Capeias Arraianas consistem numa festa tradicional em que um grupo de pessoas enfrenta o touro com um forcão (um escudo feito de paus). É um "espetáculo único que andou escondido esotericamente nas praças das nossas aldeias e que de há uns anos para cá parece ter perdido a vergonha e tudo faz para se dar a conhecer ao mundo", pode ler-se no site das festas. Este ano, as festas começam a 6 de agosto na Lajeosa e terminam a 25 na Aldeia Velha.

O DN tentou obter um comentário à denuncia da Animal junto da Câmara Municipal do Sabugal, mas tal não se revelou possível.

Exclusivos

Premium

Líderes europeus

As divisões da Europa 30 anos após o fim da Cortina de Ferro

Angela Merkel reuniu-se com Viktor Orbán, Emmanuel Macron com Vladimir Putin. Nos próximos dias, um e outro receberão Boris Johnson. E Matteo Salvini tenta assalto ao poder, enquanto alimenta a crise do navio da ONG Open Arms, com 107 migrantes a bordo, com a Espanha de Pedro Sánchez. No meio disto tudo prepara-se a cimeira do G7 em Biarritz. E assinala-se os 30 anos do princípio do fim da Cortina de Ferro.