Primeiras múmias de escaravelhos encontradas no Egipto

O Conselho Supremo de Antiguidades do Egito contactou vários museus, mas não existem outros registos de descobertas destes animais mumificados.

Além de dezenas de múmias de gatos, os arqueólogos fizeram uma descoberta inédita num túmulo, em Saqqara, a sul do Cairo: escaravelhos mumificados. Uma coleção rara de achados com mais de quatro mil anos de uma espécie que nunca tinha sido encontrada nestas condições.

A descoberta ocorreu num cemitério egípcio, onde, segundo o El Confidential, foram descobertos vários túmulos. Num deles, estava o corpo mumificado de um homem que foi identificado como Kofo Em Hat, um supervisor dos edifícios reais das últimas décadas da V dinastia do Império Romano (2400 a.C.).

Mas o que realmente chamou a atenção foram os animais. Os arqueólogos encontraram dezenas de múmias de gatos, bem como estátuas de madeira que representavam os felinos em três túmulos. Ao analisar documentos antigos, descobriram que os egípcios tinham uma grande admiração e respeito pelos gatos, já que consideravam que eram uma reencarnação da deusa Bastet - símbolo da harmonia e da proteção das casas e dos templos.

A maior surpresa estava, no entanto, num outro sarcófago, cuja pedra estava esculpida com a figura de besouro. Lá dentro, encontraram cerca de 200 destes animais. E, na caixa que estava ao lado, com três insetos desenhados, descobriram os dois primeiros escaravelhos mumificados da história.

Os insetos mumificados, que terão mais de quatro mil anos de história, encontram-se em "ótimo estado de conservação". Na cultura egípcia, esta espécie era um amuleto de vida e poder, encarregue da proteção contra o mal. Era usado para dar força à pessoa, um símbolo de ressurreição.

"Esta é uma descoberta muito importante", explicou, em comunicado, Mostafa Waziri, chefe do Conselho Supremo de Antiguidades do Egito. Após a descoberta, os investigadores contactaram museus nos EUA, Reino Unido, Itália, França e Bélgica para tentar encontrar exemplares semelhantes, mas a resposta foi sempre negativa. "Eles têm caixões de escaravelhos, mas não têm múmias. Estamos muito orgulhosos", referiu.

Na mitologia egípcia, existe um Deus com a cabeça de escaravelho - o Jepri. Este é considerado um símbolo da vida eterna, uma manifestação do deus Ra na Terra.

Durante as mesmas escavações, foram encontradas estátuas de outros animais, como cobras ou crocodilos.

Ler mais

Exclusivos