Mais de 15 mil vagas nos cursos técnicos superiores profissionais

É o maior crescimento de lugares nestas formações de institutos e escolas politécnicas. Estágios obrigatórios de seis meses atraem candidatos

As instituições de ensino superior têm mais de 15 mil vagas nos cursos técnicos superiores profissionais para o ano letivo de 2018/19, adiantou esta sexta-feira o Ministério da Ciência e Ensino Superior ao jornal Público.

De acordo com estes dados, o número de vagas pode ainda subir. Às 15 120 vagas (64% são de instituições públicas) devem somar-se mais algumas centenas, uma vez que não estão disponíveis ainda as vagas da Universidade do Algarve, dos Politécnicos de Beja e Cávado e Ave e da Escola Superior de Hotelaria do Estoril.

Em relação ao ano letivo anterior, este aumento de mais de 1500 vagas nos cursos técnicos superiores profissionais (Tesp, na sigla que as instituições usam) responde ao crescimento da procura destes cursos, explica o Público, que regista que, desde a sua criação, em 2014, tem sido contínuo: se, no primeiro ano letivo, apenas ingressaram 395 alunos nestes cursos, em 2015/16 dispararam para 6 430 alunos e em 2016/17 o número praticamente duplicou - para 11 048.

Estes cursos têm duração de dois anos e têm uma forte componente prática, sendo obrigatório um estágio de seis meses, o que garante a sua atratividade. Ministrados em institutos ou escolas politécnicas, os Tesp são reconhecidos como como formações de ensino superior, mesmo que não confiram um grau académico, apenas garantindo um diploma de formação.

Ler mais