Lince-ibérico Lítio está de novo à solta

É a terceira vez que o animal, nascido em 2014, é libertado na zona do Vale do Guadiana

O Lítio, um lince-ibérico macho, foi solto pela terceira vez na zona do Vale do Guadiana pelo Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF). O felino tinha sido capturado em 6 de junho em Barcelona depois da coleira de geolocalização ter deixado de emitir sinal. Desde segunda-feira que está novamente na natureza, cumprindo o acordo entre Portugal e Espanha, os dois países envolvidos no projeto de "Recuperação da Distribuição Histórica do Lince-Ibérico".

O lince-ibérico, nascido em 2014, foi libertado pela primeira vez em maio de 2015, nas proximidades de Mértola. "Um ano depois, em maio de 2016, depois da coleira de que era portador ter deixado de emitir sinal, foi localizado na zona de Huelva, em Gibraleón", recorda o ICNF numa nota de imprensa.

Após ter sido de novo libertado, o problema repetiu-se. "A nova coleira funcionou até ao início de 2017, tendo o último sinal emitido permitido localizá-lo no Algarve, nas proximidades de Portimão", esclarece o organismo responsável. Em junho passado foi localizado em Barcelona, o que causou surpresa devido à grande distância que percorreu. Foi entregue, no mesmo mês, ao INCF que o libertou agora.

Em bom estado de saúde

Antes, Lítio "foi submetido a um conjunto alargado de análises, no Centro de Recuperação de Fauna Silvestre de Torreferrusa, em Santa Perpètua de Mogoda (Barcelona), pelos técnicos e veterinários do Centro de Recuperação Catalão e da Equipa Andaluz para o seguimento do lince-Ibérico, do qual resultou um diagnóstico plenamente favorável quanto ao seu estado de saúde", revela o INCF. Após uma passagem pelo Centro de Recuperação "El Blanqueo", de Granada, voltou a Portugal.

O lince-ibérico é um dos mamíferos carnívoros em maior risco de extinção na Europa e este projeto ibérico, com apoios comunitários, pretende assegurar a manutenção da espécie. "Fruto das ações de conservação destes programas, em 2016 contabilizaram-se mais de 400 linces em estado selvagem (Espanha e Portugal)", lê-se no site do projeto Iberlince.

Ler mais

Premium

Ricardo Paes Mamede

A "taxa Robles" e a desqualificação do debate político

A proposta de criação de uma taxa sobre especulação imobiliária, anunciada pelo Bloco de Esquerda (BE) a 9 de setembro, animou os jornais, televisões e redes sociais durante vários dias. Agora que as atenções já se viraram para outras polémicas, vale a pena revistar o debate público sobre a "taxa Robles" e constatar o que ela nos diz sobre a desqualificação da disputa partidária em Portugal nos dias que correm.

Premium

Rosália Amorim

Crédito: teremos aprendido a lição?

Crédito para a habitação, crédito para o carro, crédito para as obras, crédito para as férias, crédito para tudo... Foi assim a vida de muitos portugueses antes da crise, a contrair crédito sobre crédito. Particulares e também os bancos (que facilitaram demais) ficaram com culpas no cartório. A pergunta que vale a pena fazer hoje é se, depois da crise e da intervenção da troika, a realidade terá mudado assim tanto? Parece que não. Hoje não é só o Estado que está sobre-endividado, mas são também os privados, quer as empresas quer os particulares.