Instagram testa ferramenta contra bullying

Sistema da rede social faz uma captura de ecrã do conteúdo que é posteriormente enviada para uma equipa de moderadores

O Instagram está a testar desde a última terça-feira um filtro que permite detetar comentários e imagens ofensivas na rede social.

Para o efeito, o sistema faz uma captura de ecrã e envia-a para a equipa de moderadores, por forma a detetar ataques à aparência ou ao bem-estar dos utilizadores, e compara imagens, sendo que esta análise é feita com classificações e rankings. É também aplicado um filtro de bullying nos comentários publicados durante as transmissões em direto.

Outra novidade revelada pela rede social prende-se com a criação de um "filtro de bondade", que em modo selfie cobre a cara dos utilizadores com corações e permite apoiar outro utilizador através de tags, enquanto na câmara traseira mostra a palavra "bondade", em inglês "kindness", traduzida para vários idiomas.

Ainda não é certo se o sistema vai analisar apenas o texto publicado nos comentários e nas legendas das fotos, ou se também será avaliado outro texto que possa ser incluído nas imagens. Caso esta segunda opção seja viável, o sistema poderá ser implementado diretamente nas funcionalidades das Stories.

Esta medida é a primeira a ser implementada no Instagram desde que Adam Mosseri assumiu a liderança da rede social, sucedendo aos fundadores Kevin Systrom e Mike Krieger, que saíram da empresa em setembro, na sequência da pressão constante colocada pelo Facebook para as decisões internas da rede social.

Anteriormente, o Facebook e o Twitter já tinham anunciado medidas semelhantes para travar o bullying e discursos de ódio em ambas as redes.

Exclusivos