"Gota fria": chuvas torrenciais que fizeram seis mortos em Espanha chegam a Portugal

O IPMA refere que os efeitos em Portugal da depressão "Gota fria" vão ser muito menos severos do que na Andaluzia, bastante afetada pelas chuvas torrenciais. O próximo fim de semana também será chuvoso.

"Gota fria" como os espanhóis estão a designar a depressão que está na origem das chuvas torrenciais começou chegar a Portugal este sábado, de acordo com o Instituto de Meteorologia do Mar e da Atmosfera (IPMA). Depois de terem subido para seis o número de mortos em Espanha, segundo o El País.

"Esta depressão nos níveis médios e altos, à qual os espanhóis atribuem a designação 'gota fria', irá mover-se um pouco para a região de Portugal. Vai afetar Portugal a partir da tarde de sábado e pelo domingo e segunda-feira", afirmou Ângela Lourenço, em declarações à TSF.

De acordo com a meteorologista, a "tendência será para que, em Portugal continental, a situação de trovoada também ocorra, essencialmente a partir da tarde de sábado, bem como precipitação".

Os efeitos da "gota fria", acrescenta, serão muito menos severos no nosso país em comparação com que está a acontecer em Espanha. "A depressão irá enchendo gradualmente e isso vai-lhe retirando, de certa forma, intensidade", explica a meteorologista.

Em Espanha, as chuvas torrenciais já fizeram seis vítimas mortais e, pelo menos, 3 500 pessoas tiveram de ser retiradas de casa. Foram ainda cortadas estradas e cancelaram-se voos, enquanto 21 provincias continuam em estado de alerta por causa dos ventos fortes e da chuva.

Está previsto para o fim de semana a continuação de tempo quente e seco, "com tendência para uma ligeira melhoria a partir de domingo". "Vamos ter o vento do quadrante leste mais intenso esta sexta-feira e também o vento com tendência a diminuir de intensidade, em particular no domingo", afirmou a meteorologista à TSF.

Neste domingo, o tempo quente mantém-se, embora haja uma "pequena descida da temperatura máxima, em especial no litoral", diz o IPMA. Para este dia também há "condições favoráveis à ocorrência de aguaceiros, em especial a partir da tarde e no interior Norte e Centro, onde podem ser acompanhados de trovoada". Situação que se prolongará até segunda-feira, de acordo com as previsões.

À Lusa, Ângela Lourenço ressalvou que a precipitação prevista será "muito localizada" e de "distribuição irregular" num mesmo lugar, ao ponto de, por exemplo, chover numa zona de uma localidade durante 10 a 15 minutos e noutra zona, a 10 quilómetros de distância, não chover ao longo do dia.

Depressão vai trazer "ar mais fresco" na terça e quarta-feira

A probabilidade de chuva, que não deverá ser forte, será acompanhada de ar quente e húmido, adiantou a meteorologista do IPMA. O ar manter-se-á quente e seco nas áreas do país onde não deve chover.

Na terça e quarta-feira, os aguaceiros poderão continuar de "forma mais generalizada" nas regiões do Norte e Centro, mas por ação de uma outra depressão, que chega ao território continental português a partir do oceano Atlântico, trazendo "ar mais fresco".

A "depressão de níveis altos", a que os espanhóis chamam "gota fria" ou DANA (acrónimo para depressão isolada de níveis altos), provoca aguaceiros e trovoadas e tem no seu centro ar frio, precisou Ângela Lourenço.

Com Lusa

Exclusivos

Premium

Contratos públicos

Empresa que contratava médicos para prisões não pagou e sumiu

O Estado adjudicou à Corevalue Healthcare Solutions, Lda. o recrutamento de médicos, enfermeiros, psicólogos e auxiliares para as prisões. A empresa recrutou, não pagou e está incontactável. Em Lisboa há mais de 30 profissionais nesta situação e 40 mil euros por pagar. A Direção dos Serviços Prisionais diz nada poder fazer.