Google admite ter escondido microfones nos seus alarmes domésticos

Segundo a gigante da informática o microfone "pretendia dar aos utilizadores mais funcionalidades como a capacidade de detetar vidros partidos".

Um alarme doméstico vendido pela Google, desde 2017, contem um microfone que até agora não aparecia mencionado nas especificidades do produto. No início de fevereiro, a empresa dava conta que o produto ia sofrer uma atualização e que passaria a ser controlado através da voz. Agora a gigante da internet admite que foi um erro, segundo a BBC.

"O microfone no dispositivo não foi feito para ser um segredo e deveria ter sido elencado nas especificações técnicas. Isso foi um erro da nossa parte", afirmou, esta terça-feira, a gigante da Internet. "O microfone nunca esteve ligado e só é ativado quando os utilizadores ligam esta opção especificamente", acrescentou a empresa.

Segundo a Google, os sistemas de alarme têm normalmente microfones integrados para fornecer dados que dependam do sensor sonoro. Neste caso, o microfone "pretendiam dar aos utilizadores mais funcionalidades como a capacidade de detetar vidros partidos".

Este alarme, uma parcereia com a Nest Guard, que fabrica produtos de segurança doméstica, começou por ser vendido nos Estado Unidos através do serviço de segurança da Google. Mas está previsto chegar à Europa e ao Canadá brevemente.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG