Genes de Neandertais ajudaram Homo Sapiens a combater vírus

Durante o tempo em que conviveram as duas espécies partilharam patógenos e defesas para combater alguns vírus.

As relações sexuais que os Neandertais mantiveram com os Homo Sapiens permitiram a estes últimos gerar defesas para combater alguns vírus, mostra um estudo publicado esta quinta-feira na revista científica Cell .

Através do estudo do ADN dos Neandertais, cujos vestígios ainda estão presentes na população europeia e asiática, calculando-se que 1 a 4% do seu ADN seja ainda Neandertal.

Quando os Neandertais se cruzaram com o Homo Sapiens herdaram destes as defesas para alguns vírus que os primeiros já tinham. Um dos autores do estudo, Dmitri Petrov, explicou ao El Mundo que uma boa parte da troca nos genes dos Neandertais tiveram como objetivo a adaptação ao frio. Isto porque o cruzamento entre as duas espécies aconteceu quando o Homo Sapiens saiu de África para conquistar o mundo.

Quando chegaram à Europa, os Homo Sapiens encontraram uma espécie que tinha milhares de anos de evolução neste ambiente, o que leva os cientistas a acreditar que estes adquiriam essa resistência dos próprios Neandertais, em vez de esperarem pelas suas próprias mutações.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG