Casal arrisca seis anos de prisão por roubar areia numa praia da Sardenha

O caso aconteceu na Sardenha e envolve um casal de turistas franceses que resolveu levar como "souvenir" 40 quilos de areia. Agora, enfrenta uma pena também ela pesada.

Estavam prestes a apanhar o ferry em Porto Torres para regressar a França quando foram mandados parar pela polícia. Na bagageira do carro levavam 40 quilos de areia de uma praia em Chia, no sul da Sardenha, divididos em 14 garrafas de plástico, sem saberem que cometiam uma infração grave, cujo castigo poderá incluir uma multa até 3000 euros e uma pena de prisão entre um e seis anos pelo crime de roubo agravado pela circunstância de se tratar de um bem de utilidade pública, noticia a BBC.

Não sendo ouro, a areia branca da Sardenha é considerada um bem público e é estritamente proibido levá-la da ilha. A principal razão por detrás desta proibição está a preocupação das autoridades com o facto de muitas toneladas da preciosa areia desaparecerem todos os anos da ilha italiana.

"As praias de areia branca são uma das principais atrações da Sardenha. Há duas ameaças: a primeira advém da erosão, parte dela natural e outra parte induzida pelo subida do nível do mar, devida às alterações climáticas; a segunda tem origem no roubo de areia por parte dos turistas", disse ao canal britânico Pierluigi Cocco, cientista ambiental residente em Cagliari, capital da Sardenha.

"Nem todos os turistas passarão o seu tempo de visita à ilha a escavar e armazenar 40 quilos de areia, mas se multiplicar metade dessa quantidade por 5 por cento de um milhão de turistas por ano, em alguns anos a quantia resultará numa redução significativa das praias", explicou o cientista.

Exclusivos