Premium Agência espacial russa e Virgin Orbit rejeitadas para projeto espacial nos Açores

Roscosmos e empresa do grupo de Richard Branson estavam entre catorze entidades ou consórcios interessados em desenvolver e explorar centro de lançamento de satélites na ilha de Santa Maria. Mas não passaram da avaliação preliminar

A agência espacial estatal russa Roscomos e a Virgin Orbit - parceria entre um fundo soberano de Abu Dhabi e o grupo liderado pelo multimilionário britânico Richard Branson - eram claramente os nomes mais sonantes entre as catorze entidades ou consórcios internacionais interessados em participar no futuro centro de lançamento de satélites dos Açores. No entanto, de acordo com informação divulgada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES), não conseguiram ir além dessa manifestação de interesses.

A infraestrutura, que será instalada na ilha de Santa Maria, terá como principal função servir de "porto espacial" para o lançamento de uma nova geração de satélites de pequena dimensão. E estes catorze interessados responderam a um convite internacional dirigido a entidades qualificadas colaborar com empresas e centros de investigação nacionais na conceção, instalação e exploração do projeto.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG