Aquecimento global. 2018 foi o quarto ano mais quente de sempre

NASA e Administração Oceânica e Atmosférica Nacional adiantam que os últimos cinco anos foram os mais quentes desde 1880.

O ano de 2018 foi o quarto mais quente de sempre, de acordo com a NASA e Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA), que indicam que os últimos cinco anos foram os cinco mais quentes de sempre desde 1880. Os 18 últimos anos estão entre os 19 mais quentes de sempre. Se havia dúvidas sobre o aquecimento contínuo do planeta, estes números acabam com elas.

Numa conferência de imprensa conjunta esta quarta-feira, as duas entidades discutiram a temperatura e o clima mundial após um adiamento de várias semanas devido à paralisação do governo norte-americano que resultou na demissão de muitos funcionários na NOAA e na NASA.

"2018 foi mais uma vez um ano extremamente quente, acompanhando a tendência de aquecimento global de longo prazo", explicou o diretor de estudos espaciais do Instituto Goddard da NASA, Gavin Schmidt.

A temperatura média global subiu um pouco mais de 1ºC desde a década de 1880, dois terços do limite de aquecimento de 1,5ºC estabelecido no acordo climático de Paris. "Este aquecimento foi impulsionado em grande parte pelo aumento das emissões de dióxido de carbono para a atmosfera e de outros do efeito de estufa causados pela atividade humana", acrescentou Schmidt.

O recorde de calor foi bem sentido em grande parte da Europa, onde as temperaturas no verão subiram acima dos 32ºC, e também no Médio Oriente.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG