Solidão

família

Como falar da morte às crianças

No Dia dos Mortos - e nos outros que sejam de perda - ajudamo-lo a pensar sobre a melhor forma de explicar a morte às crianças. Texto de Ana Pago | Fotografias da Shutterstock VERDADE A morte é sempre um assunto difícil de abordar. «Até com os adultos, quanto mais com as crianças, mas falar sobre ela é uma forma de atenuar a ansiedade que nos provoca», diz Teresa Andrade, psicóloga clínica e professora associada no Instituto Universitário Egas Moniz. O melhor é falar abertamente quando percebemos que o desfecho se aproxima, com verdade, tendo em conta a sua idade [...]

Alentejo

Qualquer dia mato-me

Agosto já acabou, mas os dias continuam longos e luminosos. O que pode ser terrível, para quem leva uma tristeza interior difícil de suportar. O Alentejo Litoral é a região com a mais alta taxa de suicídio do país, e Odemira é o coração do fenómeno - que se acentua a partir da primavera e no verão. A morte torna-se uma solução para a vida, especialmente entre os mais velhos, em reta final de solidão e de carências afetivas e materiais. Na semana do Dia Mundial da Prevenção do Suicídio (10 de setembro), uma reportagem no mais extenso e pouco povoado concelho do país.