polícias

Líder da ASPP

"Racismo nas polícias não é um problema relevante em Portugal"

Paulo Rodrigues, presidente da Associação Sócio-Sindical dos Profissionais de Polícia (ASPP), diz que atuação da polícia do EUA não tem paralelo com Portugal e explica a queixa por incitamento ao ódio e à violência para responsabilizar os autores de cartazes com as inscrições "polícia bom é polícia morto". O dirigente sindical aponta que há cada vez mais agressões a polícias.