Piano

david afkham

Radu Lupu com orquestra e depois a sós com o seu piano

O grande pianista romeno Radu Lupu vai apresentar-se por três vezes no Grande Auditório da Fundação Gulbenkian: amanhã (dia 8, às 21.00) e sexta-feira (às 19.00), toca com a Orquestra Gulbenkian, dirigida pelo jovem alemão David Afkham, o 'Concerto n.º 4, em sol M, op. 58', de Beethoven; no domingo, às 19.00, toca a solo um original programa preenchido por obras escritas na forma-variação por Mozart, Beethoven e Brahms e completado pela ainda rara 'Sonata em sol M, D894', de Franz Schubert, por vezes apelidada de 'Fantasia'. Portanto, na variação ou na 'fantasia', um recital sob o signo da imaginação. E imaginação é certamente o que não falta a Radu Lupu, pianista que tem visitado Lisboa com uma certa regularidade, enquanto intérprete.

Dryads Duo

Um duo inspirado pelas ninfas

Carla Santos e Saul Picado são dois jovens músicos portugueses: ela violinista, ele, pianista. Quando tocam juntos, chamam-se Dryads Duo e nessa condição venceram o Prémio Jovens Músicos 2011, o que lhes deu, entre outras coisas, direito a editar o seu 1.º CD, sob a égide da GDA (Gestão de Direitos dos Artistas). No último domingo, estiveram no CCB, na série 'Bom Dia Música', onde tocaram obras de Beethoven, Respighi, Ravel e Messiaen. Falámos com ambos