NATO

Opinião

Destino da NATO está a Leste ou a Oriente?

David Petraeus, antigo diretor da CIA e o general americano que mais próximo esteve de pacificar o Iraque pós-Saddam, disse neste verão que Vladimir Putin era a melhor prenda que a NATO recebeu desde o final da Guerra Fria. A tese de Petraeus é que as ações do presidente russo, seja ao anexar a Crimeia e apoiar o separatismo no leste da Ucrânia seja a enviar submarinos espiar as costas escandinavas, oferecem uma justificação para a existência da NATO no momento em que a aliança celebra 70 anos.

Opinião

70.º aniversário da NATO: a caminho de Londres

Na semana passada participei pela primeira vez numa reunião dos Ministros da Defesa da NATO. Nesses dois dias discutimos vários temas importantes, do incumprimento russo do Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (INF) à capacidade de adaptação da NATO à natureza mutável dos conflitos. As decisões que tomámos vão garantir que a NATO está apta a enfrentar os desafios do futuro e ajudar a manter os nossos cidadãos seguros.

Exclusivo

entrevista

"Se a NATO não existisse, tinha de ser criada agora"

Entrevista ao almirante Silva Ribeiro, chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, no dia em que a Aliança Atlântica celebra 70 anos e os chefes da diplomacia dos 29 países membros se reúnem em Washington. Portugal foi um dos 12 fundadores e, afirma o CEMGFA, beneficiou desde o início da aliança para modernizar o seu aparelho militar. Identifica Rússia e jihadismo como ameaças e diz que a China é um desafio emergente.