DSK

Acusação de agressão sexual

Strauss-Kahn deverá pagar seis milhões a Nafissatou

O ex-diretor-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI) Dominique Strauss-Kahn (DSK) e Nafissatou Diallo, a empregada do hotel Sofitel Nova Iorque que o acusou de agressões sexuais, terão chegado a um acordo financeiro para colocar um ponto final a um processo que já leva 18 meses, noticia o jornal 'New York Times'. O jornal 'Le Monde' fala em seis milhões de dólares na edição que vai publicar este sábado.