Bento XVI

Opinião

A normalidade da sucessão e o sucesso da anormalidade

O que acontece, pela primeira vez em Roma, é já a realidade de muitas dioceses do mundo: terem simultaneamente o bispo emérito e o bispo residencial, por vezes até dois eméritos, como poderá vir a suceder em Roma. A lucidez corajosa de Bento XVI, a livre e "profunda serenidade de espírito", ao decidir renunciar e pôr fim ao seu ministério de sucessor de São Pedro (28-02-2013), no serviço da Igreja de Roma e da Igreja Universal, vai marcar a história do catolicismo. Tinha consciência de quanta "gravidade e inovação" carregava.