Zona de mato em Setúbal a arder

Mais de 2.000 bombeiros apoiados por 670 meios terrestres combatiam até às 24.00, 65 fogos em Portugal continental, segundo a página da Autoridade Nacional da Proteção Civil.

Dos 65 incêndios, a Proteção Civil dá destaque a cinco fogos nos distritos de Braga (1), Vila Real (2), Coimbra (1) e Leiria (1), que estão a ser combatidos por mais de 900 bombeiros. Entre eles um que deflagrou esta noite de segunda-feira, numa zona de mato, em Setúbal, e sem habitações em perigo até às 24.00.

Em Braga, um incêndio no concelho de Vieira do Minho, na localidade de Rossas, permanece com duas frentes ativas, estando a ser combatido por 85 operacionais, apoiados por 28 meios terrestres.

Pelo menos 323 operacionais, apoiados por 103 meios terrestres, combatem em Leiria, na localidade de Colmeias, um incêndio que teve início às 16:45 e permanece com três frentes ativas.

Aquele fogo passou, entretanto, para a freguesia da Caranguejeira e obrigou as autoridades a evacuarem, cerca de 20:20, a aldeia de Fonte Fria.

Em Vila Real, a Proteção Civil dá destaque a dois fogos nos concelhos de Boticas e de Vila Pouca de Aguiar.

Em Boticas, um incêndio em mato com uma frente ativa está a ser combatido por 172 operacionais, apoiados por 53 meios terrestres.

O incêndio na localidade de Codeçoso teve início às 16:17.

Em Vila Pouca de Aguiar, um incêndio que teve início às 10:40, que chegou a estar dominado e reativou-se cerca das 18:43, está a ser combatido por 65 operacionais, apoiados por 18 meios terrestres.

O fogo na localidade de Soutelinho do Amésio permanece com três frentes ativas.

Em Coimbra, no concelho de Soure, um incêndio na localidade de Carpinteiros com três frentes ativas está a ser combatido, desde as 15:33, por 324 bombeiros, apoiados por 102 meios terrestres.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG