Wasabi, o pequinês que conquistou o famoso concurso de Westminster

Competição anual de cães de raça pura abrange todos os tamanhos, formas e tipos de pelos. Este ano reuniu mais de 2.000 candidatos de mais de 200 raças.

De acordo com lenda chinesa, o pequinês é um pequeno cão resultado de um amor impossível entre um leão e uma diminuta macaca. Seja qual fora a verdadeira origem da raça, o pequinês é um cão muito apreciado. Que o diga Wasabi, a pequena "bola de pelos" que ganhou, na noite de domingo (13), o primeiro prémio do famoso concurso de beleza canina de Westminster.

A competição, que nasceu em Nova Iorque ainda no século XIX, em 1877 , foi este ano transferida pela primeira vez para fora da Big Apple, para a bucólica cidade de Tarrytown, por causa da pandemia. Após um ano de suspensão devido à covid-19, o show, na sua 145ª edição, realizou-se ao ar livre, a norte da grande metrópole.

O concurso foi desta vez celebrado sem espectadores, mas manteve as suas grandes estrelas - os cachorros das mais requintadas raças.

Wasabi, um pequinês de três anos, foi designado o vencedor, entre um grupo de sete cães finalistas que incluía o buldogue francês Mathew, o velho pastor inglês Connor, Striker, um samoiedo (cães para trenós), e Boy, um terrier branco West Highland. Um whippet chamado Bourbon foi o vice-campeão.

Um dia antes de ganhar a final, o seu dono e adestrador David Fitzpatrick - que já ganhou o primeiro prémio com outro pequinês, avô de Wasabi - celebrou o "carisma, movimento e teatralidade" do seu cachorro.

"Está no seu melhor momento e com um aspeto espectacular", acrescentou, em declarações ao canal ABC.

O evento, uma celebração anual os cachorros de raça pura que abrange todos os tamanhos, formas e tipos de pelos, reuniu mais de 2.000 candidatos de mais de 200 raças.

Os cães são julgados com base em quão bem representam as características de sua raça, conforme as definições do American Kennel Club.

Os cachorros são avaliados não só em termos de como se movem, mas também pelas suas expressões faciais, se mostram-se vigilantes ou alegres nos momentos adequados.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG