Novo vídeo mostra fenda na Antártida que pode criar iceberg do tamanho do Algarve

Fratura tem mais de 175 quilómetros e tem vindo a crescer "mais rapidamente do que nunca"

Cientistas do British Antartic Survey divulgaram um vídeo que mostram novas imagens da fenda na plataforma de gelo Larsen C, na Antártida. Esta fenda tem sido acompanhada com atenção pelos cientistas visto que graças a ela uma extensão equivalente ao território do Algarve pode desprender-se, levando à subida do nível do mar.

No vídeo veem-se imagens da fenda, que segundo a Agência Espacial Europeia (ESA) tem mais de 175 quilómetros, recolhidas por satélite este mês.

A Agência Espacial Europeia afirmou no início do mês que a fenda tem vindo a crescer "mais rapidamente que nunca" e que a plataforma de gelo, de 350 metros de espessura, está unida à península antártica apenas por um ponto.

A separação deste grande pedaço de gelo pode acelerar o movimento dos glaciares na Antártica, visto que as plataformas de gelo funcionam como barreiras de contenção de glaciares, segundo o British Antartic Survey. Quando se soltam grandes pedaços de gelo, como aconteceu com as barreiras Larsen A e Larsen B em 1995 e 2002, respetivamente, grandes volumes de gelo entram no oceano, o que pode aumentar o nível do mar.

"O gelo partir-se é normal no ciclo de vida dos glaciares e há hipóteses de o Larsen C estabilizar e o gelo voltar a aumentar", explicou Paul Holland, do British Antartic Survey. "Contudo, é possível que a quebra do gelo deixe o Larsen C com uma configuração instável. Se isso acontecer, mais quebras de gelo podem fazer com que o Larsen C diminua", continuou, acrescentando que neste momento não é possível prever se a plataforma Larsen C será instável e se mais blocos de gelo se vão separar.

Segundo estimativas dos especialistas da ESA, se o gelo retido pela barreira Larsen C chegar ao mar, o nível dos oceanos poderá subir cerca de dez centímetros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG