Turista checa resgatada um mês após desaparecer nas montanhas

O companheiro morreu numa queda nos primeiros dias depois de se perderem

Uma turista checa foi resgatada após passar um mês sozinha numa cabana nas montanhas da Nova Zelândia. A mulher refugiou-se após o companheiro morrer numa queda, dias depois de se terem perdido devido à neve.

A mulher foi encontrada na quarta-feira a viver numa casa do guarda do parque num trilho famoso na Nova Zelândia, que tinha ficado fechada para o inverno, revelou o inspetor Olaf Jensen.

A mulher e o companheiro tinham sido vistos pela última vez a 26 de julho, quando partiram para uma caminhada de 32 km, que normalmente demora três dias. Segundo Jensen, o casal perdeu-se porque os marcos do caminho estavam enterrados na neve - é inverno na Nova Zelândia. Dois dias depois o homem caiu numa encosta íngreme e morreu.

A mulher contou que passou nas noites seguintes ao relento, gelada, até encontrar a cabana, onde se refugiou. Fragilizada, e tendo em conta o risco de avalanches, decidiu ficar no abrigo até ser resgatada - escreveu um H (de Help, ajuda) na neve e ficou à espera.

No entanto, teve de esperar um mês porque as condições deterioram-se e as passagens para aquela área estavam fechadas, explicou Olaf Jensen. Só quando o consulado checo contactou as autoridades, esta semana, estas começaram à procura do casal.

A polícia está agora à procura do corpo do homem.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG