"Tudo desapareceu". Empresa que ajudou vítimas de Pedrógão Grande pede ajuda

Instalações e materiais da empresa foram destruídos pelas chamas este fim de semana

Há quatro meses, a Pereira & Irmão, uma empresa de madeiras e transportes, mobilizou-se para ajudar as vítimas do incêndio em Pedrógão Grande. Hoje, é a empresa de Penacova que pede ajuda, já que "90% da empresa" foi consumida pelos incêndios deste fim de semana, dizem.

A empresa de São Pedro de Alva, em Penacova, fez uma publicação no Facebook "com grande humildade" e garante que "toda a ajuda é preciosa". Pedem especialmente material de escritório e de construção e ferramentas, já que dizem não ter nem uma caneta.

"Tudo desapareceu. O nosso escritório, a nossa oficina, parte da nossa frota, as nossas ferramentas. Todas as nossas instalações foram consumidas", escreveu a empresa no Facebook. "Não conseguimos salvar nada". Nas imagens partilhadas veem-se camiões e as instalações da empresa queimados.

Coimbra foi um dos distritos fortemente afetados pelos incêndios de domingo, que fizeram 42 mortos e cerca de 70 feridos.

Em junho, esta mesma empresa doou bens de primeira necessidade aos Bombeiros Voluntários de Penacova, que os distribuíram depois pelos mais afetados pelo incêndio de Pedrógão Grande. No Facebook, a empresa mostrou os artigos doados "em nome de toda a equipa Pereira & Irmão".

O DN tentou contactar esta empresa mas não teve sucesso.

O fogo que deflagrou a 17 de junho em Pedrógão Grande alastrou-se aos concelhos vizinhos, provocando 64 mortos. Este domingo, Portugal viveu a segunda situação mais grave de incêndios com mortos deste ano.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG