Três das oito vítimas mortais da explosão em fábrica de pirotecnia estão identificadas

A investigação continua para que os corpos possam ser entregues às famílias com a maior brevidade possível.

Três das oito vítimas mortais das explosões numa fábrica de pirotecnia em Avões, Lamego, já foram identificadas, disse esta sexta-feira à agência Lusa fonte do Ministério da Justiça.

"Segundo informação prestada pelo Instituto Nacional de Medicina Legal, ontem [quinta-feira], no final do dia, três vítimas encontravam-se identificadas, tendo a identificação sido prontamente comunicada às famílias em articulação com as entidades envolvidas na investigação", referiu.

Segundo a fonte, as diligências de investigação continuam para que os corpos possam ser entregues às famílias com a maior brevidade possível.

As buscas por restos mortais das vítimas terminaram na quinta-feira, após terem sido encontrados mais vestígios biológicos que podem apontar para a confirmação de oito mortos, número de trabalhadores presentes na pirotecnia que ficou totalmente destruída na terça-feira, na sequência de fortes explosões.

O Comandante Operacional Distrital de Viseu, Miguel David, explicou aos jornalistas, na quinta-feira, que apenas a perícia legal confirmará se os vestígios biológicos encontrados pertencem a dois desaparecidos na explosão de terça-feira.

Os corpos de seis vítimas da explosão já tinham sido transportados na quarta-feira para o Instituto de Medicina Legal do Porto.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG