Trabalhadores da saúde marcam vigília por "respeito e direitos"

Os trabalhadores da saúde vão estar na quinta-feira à porta do Ministério da Saúde, em Lisboa, numa vigília para reclamar a criação de carreiras, 35 horas semanais e acordo coletivo de trabalho.

"Respeito e direitos" é o mote da concentração marcada pela Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais, que deverá decorrer entre as 16:00 e as 22:00 de dia 12.

Se não obtiverem resposta do Governo, admitem "uma expressão superior" de protesto.

Exigem a criação da carreira para técnicos auxiliares de saúde, a aplicação das 35 horas semanais de trabalho a toda a classe e reclamam o sucessivamente adiado acordo coletivo de trabalho para os hospitais.

Os trabalhadores pretendem ainda repor as percentagens de pagamento das horas de qualidade nos serviços de Saúde.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG