SIRESP prevê plano de formação para combater falhas

O Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP) prevê um "plano de formação para os utilizadores do sistema" no combate a situações de emergência.

Em resposta às falhas no Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP), o presidente da empresa, Paulo Viegas Nunes, prestou esclarecimentos esta terça-feira, em conferência de imprensa, informando que estão a fazer-se compromissos para estabelecer uma "base de formação que vai procurar ir mais além" no combate a situações de emergência, tais como os incêndios.

Aos jornalistas, Paulo Viegas Nunes, comentou as acusações de falta de formação dos profissionais e explicou que "foi proposta uma ação de formação à comunidade de utilizadores" que, no entanto, "não teve oportunidade de a frequentar". Ainda assim, realçou que existiram outros tipos de formação e que "toda a dinâmica da rede SIRESP requer uma formação contínua".

Quanto às falhas, o representante da SIRESP defende que ainda não existe uma explicação, no entanto, está previsto um plano de formação para os utilizadores do sistema.

"A SIRESP tem um compromisso forte com a comunidade de utilizadores", disse.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG