SEF vai ter estrutura no aeroporto de Lisboa para apoiar quem chega de avião

O SEF sublinha que esta estrutura em regime de voluntariado no aeroporto de Lisboa surge após terem sido criados 24 balcões de atendimento dedicados exclusivamente a cidadãos ucranianos.

O SEF indicou esta sexta-feira que cerca de 30 inspetores iniciam, no sábado, no aeroporto de Lisboa, em regime de voluntariado, o registo de pedidos de proteção temporária para os cidadãos ucranianos que cheguem a Portugal por via aérea.

Em comunicado, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras refere que esta bolsa de inspetores vai funcionar por turnos de modo a preencher o horário entre as 09:00 e as 17:00, durante todos os dias da semana.

O SEF sublinha que esta estrutura em regime de voluntariado no aeroporto de Lisboa surge após terem sido criados 24 balcões de atendimento dedicados exclusivamente a cidadãos ucranianos.

Estes balcões, que existem em todo o país desde quinta-feira, funcionam em exclusivo com elementos do SEF que se ofereceram, em regime de voluntariado e em horário pós-laboral, para receber os pedidos de proteção temporária de cidadãos ucranianos e "não colidem nem interferem com os agendamentos dos demais cidadãos estrangeiros, precisa aquele serviço de segurança".

O SEF indica ainda que "esta manifestação de solidariedade, por parte dos elementos do SEF, permitiu a criação de balcões exclusivos, com o propósito de agilizar e simplificar o tratamento.

Dados do Ministério da Administração Interna dão conta que Portugal recebeu, até às 13:00 de quinta-feira, 672 pedidos de proteção de pessoas deslocadas da Ucrânia desde o início da invasão russa.

A Rússia lançou na semana passada uma ofensiva militar na Ucrânia, com forças terrestres e bombardeamento de alvos em várias cidades, um ataque que foi condenado pela generalidade da comunidade internacional.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG