Realidade virtual chega à PlayStation em outubro. Por 400 euros

Sony anunciou a data de lançamento do aguardado acessório PlayStation VR. E é mais barato do que a concorrência

A consola de jogos mais vendida no momento, a PlayStation 4, vai ganhar este outubro um acessório de realidade virtual. A data de lançamento dos óculos PlayStation VR foi oficialmente anunciada esta terça-feira, bem como o preço - 399,99 euros.

O gadget era esperado, não se sabia era para quando (ou por quanto). Dúvidas que ficaram esclarecidas na conferência para programadores de jogos que se realiza em São Francisco, EUA.

Vídeo promocional da Sony com algumas potencialidades do sistema

Inicialmente batizado Projeto Morpheus (a Sony optou posteriormente por um nome mais comezinho) os óculos de realidade virtual ligam-se a uma qualquer consola PlayStation 4. Mas para funcionarem precisam que se disponha da câmara própria da consola (o que muitos utilizadores não têm), o que faz o seu custo subir cerca de 75 euros. Também é conveniente possuir-se os controladores Move, para usufruir da experiência total.

Mesmo com estes acréscimos, a PlayStation VR será uma alternativa mais barata do que a concorrência. O Oculus Rift será comercializado também este ano com um preço base de cerca de 600 euros. A HTC irá igualmente lançar um sistema deste género, batizado Vive, que terá um custo de cerca de 800 euros (valores ainda não confirmados para Portugal). E tanto o Oculos como o Vive necessitam, para funcionar, de um PC potente - grosso modo, de uma máquina de mais de mil euros.

A parte técnica: Os óculos PlayStation VR são equipados com dois ecrãs OLED de 5,7 polegadas, capazes de uma resolução total de 1920x1080 (o que representa 960x1080 para cada olho). A velocidade de refrescamento é de 120 ou 90 Hz, com uma latência de 18 milissegundos e um campo de visão de "aproximadamente 100 graus", segundo a apresentação desta terça-feira. Os sensores integrados (que incluem nove LEDs) permitem ao sistema rastrear os movimentos dos jogadores a 360 graus.

Para as famílias, há uma característica que irá agradar: o sistema criará para os jogos duas imagens, uma para a realidade virtual e outra para a televisão, permitindo assim jogar em grupo ou acompanhar na TV o que o jogador está a fazer no universo "imersivo".

Entre os jogos compatíveis com esta tecnologia, deverá surgir uma versão especial de Star Wars: Battlefront. Também Eve: Valkyrie, Robinson: The Journey e Wayward Sky são títulos já anunciados.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG