Portuguesa assassinada a tiro pelo marido em Genebra

A polícia foi chamada ao local pelo filho do casal, que, quando chegou a casa, viu a mãe morta e o pai ferido, depois deste se ter tentado suicidar

Uma mulher portuguesa, de 48 anos, foi terça-feira à noite assassinada a tiro, numa casa em Chêne-Bougeries, nos arredores de Genebra, na Suíça, noticiou hoje o jornal Tribune de Geneve. O marido, que se tentou suicidar em seguida, é o principal suspeito.

O jornal indica que o Ministério Público já mandou instaurar um inquérito à morte da portuguesa e que a brigada criminal se deslocou ao local pelas 20:25 locais (19:25 em Lisboa) de terça-feira.

Segundo informações recolhidas pelo Tribune de Geneve, o filho do casal ficou ferido ao tentar abrir uma janela do apartamento.

A polícia foi chamada ao local pelo filho do casal, que, quando chegou a casa, viu a mãe morta e o pai ferido, depois deste se ter tentado suicidar.

"É uma família portuguesa bem integrada, muito amigável. Nunca causou qualquer problema", disse um vizinho ao jornal, acrescentando que a mulher tinha dois filhos e era avó.

Exclusivos

Premium

Legionela

Maioria das vítimas quer "alguma justiça" e indemnização do Estado

Cinco anos depois do surto de legionela que matou 12 pessoas e infetou mais de 400, em Vila Franca de Xira, a maioria das vítimas reclama por indemnização. "Queremos que se faça alguma justiça, porque nunca será completa", defende a associação das vítimas, no dia em que começa a fase de instrução do processo, no tribunal de Loures, que contempla apenas 73 casos.