Pessoas que estão a ir ver o fogo dificultam acesso de veículos de combate

Veículos militares já foram impedidos de passar devido ao elevado número de carros de pessoas que estão a deslocar-se para ver o fogo

O presidente da Câmara de Mação, Vasco Estrela, pede às pessoas para que não se desloquem para perto dos locais onde lavram os incêndios para ver as chamas.

Apesar de várias estradas estarem cortadas, as pessoas estão a utilizar os chamados "estradões", caminhos de terra batida, para se deslocarem para perto das zonas que estão a arder.

Veículos militares que tentavam passar por esses caminhos já ficaram presos, inclusivamente, devido ao elevado número de carros no caminho.

Em relação ao fogo, o autarca refere que "existem mais quatro ou cinco frentes ativas" e que a "evolução do fogo é imprevisível".

Exclusivos