Operação da GNR ataca grande rede de tráfico de droga

A ação envolveu 230 militares e levou ao confisco de haxixe suficiente para cerca de 136 mil doses individuais e ainda cocaína para 2500 doses. Foram detidos 15 suspeitos em várias zonas de Lisboa

Elementos da GNR detiveram 15 suspeitos pela prática do crime de tráfico de droga e deram cumprimento a sete mandados de detenção e a 17 mandados de busca domiciliária e a 16 mandados de busca a estabelecimentos e viaturas. Durante a operação foram apreendidos 68 quilos de haxixe, 500 gramas de cocaína (2500 doses) e 10 pés de cannabis; 15 mil euros em numerário; seis armas de fogo; 13 viaturas ligeiras; dois motociclos; três estudas de cultivo de cannabis e material diverso relacionado com o tráfico de estupefaciente e equipamento eletrónico (telemóveis, televisores LCD, entre outros).

Segundo o comunicado da GNR, os detidos, todos homens, com idades entre os 20 e os 35 anos, faziam parte de uma organização criminosa que se dedicava ao tráfico de droga nas zonas de Cascais, Rio de Mouro, Cacém, Cova da Moura, Alcabideche, Sintra e Vialonga. A GNR acredita que foi dado um "duro golpe no tráfico e consumo de droga na zona de Lisboa".

A investigação da Guarda decorria há um ano e foi conduzida pelo Núcleo de Investigação Criminal de Sintra.

Esta operação, coordenada pelo Ministério Público do Departamento de Investigação de Ação Penal de Sintra - Comarca de Lisboa Noroeste, envolveu 230 militares da GNR, pertencentes ao Comando Territorial de Lisboa (Investigação Criminal e Destacamento Territorial de Sintra), apoiados pelos Comandos Territoriais de Leiria, Santarém, Setúbal e Évora e pela Unidade de Intervenção, tendo envolvido também elementos da PSP, conclui o comunicado da GNR.

Exclusivos